Deus Sol

Sol Invictus ("Sol Invicto", em latim), também conhecido pelo nome completo, Deus Sol Invictus ("Deus Sol Invicto"), era um título relígioso que foi aplicado a três divindades distintas durante o Império Romano tardio.

Ao contrário de outros, como o culto agrário do Sol Indiges ("Sol na Terra"), o título Deus Sol Invictus foi formado por analogia ao título imperial pius felix invictus ("pio, feliz, invicto").

O título foi introduzido pelo imperador romano Heliogabalo, durante a sua tentativa abortada de impor o deus Elagabalo Sol Invicto, o deus-sol da sua cidade natal Emesa na Síria. Com a morte do imperador em 222 d.C., contudo, o seu culto esvaneceu-se.

Em segundo instante, o título invictus ("invicto") foi aplicado a Mitra em inscrições de devotos. Também, aparece aplicado a Marte.

Finalmente, o imperador Aureliano introduziu um culto oficial do Sol Invicto em 270 d.C., fazendo do Deus Sol a primeira divindade do império. Contudo, não oficialmente identificado com Mitra, o Sol de Aureliano tem muitas características próprias do Mitraísmo, incluindo a representação iconográfica do jovem deus imberbe. O culto do Sol Invicto continuou a ser base do paganismo oficial até ao triunfo da cristandade — antes da sua conversão, até o jovem imperador Constantino I tinha o Sol Invicto como a sua cunhagem oficial.

      
   Romano                         Catolicismo
Acendimento das velas
A
   
   
 
Acendimento das velas
time
Término do Shabat
time
Horário de verão
 
     
weekOf